Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

Livros escolares genéricos

 

Assim como nos medicamentos existem os genéricos também deveriam existir livros escolares genéricos. Gastei no ínicio deste ano lectivo cerca de 250 euros em manuais escolares para o 9º. ano. Pensei que poderia haver no mercado a opção de adquirir manuais mais baratos com a mesma matéria (a substância activa) em que apenas mudasse a qualidade do papel (ser reciclado e com menos gramagem), ser a preto e branco e eventualmente condensado em menos páginas (diminuindo as imagens, não os textos) (com a vantagem acrescida de diminuir o peso que os estudantes carregam). Em Portugal não só os livros escolares são caros. A maioria das edições dos livros que vemos nas nossas livrarias são realmente de excelente qualidade, autênticas edições de luxo: o papel é óptimo (brilhante e espesso), as capas cuidadas e atractivas e o texto à larga (maior número de páginas). Em Inglaterra, por exemplo, um livro espesso e em tamanho de bolso condensa num único volume o mesmo romance vendido em Portugal em 3 volumes e ao triplo do preço. Pergunto se isto não é luxo só.

 


joão semog às 10:23
link do post
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


joão gomes


ver perfil

seguir perfil

. 6 seguidores

pesquisar

 

tags

agenda cultural(1)

azulejos(1)

cadeado para net e tv(1)

comando tv(1)

combustíveis(1)

dínamo(1)

ginásio(1)

gratuito(1)

lancis(1)

livros(1)

livros escolares(1)

medicamentos(1)

myspace logo(1)

óleo(1)

osgas(1)

peúgas(1)

polícias(1)

site(1)

todas as tags

links

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


arquivos

Dezembro 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009