Quarta-feira, 8 de Julho de 2009

Medicamentos - MemoMed

Lembrei-me de um aparelho electrónico muito simples, com a forma de um comprimido gigante mas pouco maior que uma carica, que serviria basicamente para lembrar a hora certa de tomar os medicamentos. Por exemplo, o antibiótico que é preciso tomar de 6 em 6, de 8 em 8 ou de 12 em 12 horas e que frequentemente nos esquecemos de tomar na altura certa, ligando na altura da primeira toma o botão correspondente à periodicidade receitada, o aparelho simplesmente tocava um alarme na hora da toma seguinte. E enquanto não fosse desligado o botão voltaria sempre a tocar na hora certa. Esta ideia ocorreu-me porque sempre utilizei um despertador digital para o mesmo efeito mas sempre que tocava tinha de o reprogramar para a toma seguinte. Pareceu-me, desde então, que seria um aparelho prático, simples e barato de executar, ao ponto de poder ser oferecido pelas empresas farmaceuticas na compra dos seus medicamentos. Este aparelho, a que dei o nome de MemoMed (Memo de memória e Med de medicamento), também poderia ser um pouco maior, para ser simultaneamente caixa para guardar comprimidos separados em pequenos compartimentos.


joão semog às 22:49
link do post | comentar
Terça-feira, 7 de Julho de 2009

Combustíveis

 
São vários os casos, que eu próprio tenho conhecimento, de pessoas que se enganam no tipo de combustível quando abastecem o seu veículo. A razão principal destes lapsos não é a variedade de combustíveis, é normalmente muito mais simples e banal: O veículo é emprestado ou alugado ou é o do seu cônjuge e engana-se por distracção provocada pela força do hábito; simplesmente pegou na mangueira errada ou algum brincalhão trocou as posições das mangueiras.
Penso que de uma forma muito simples se poderia resolver estas situações que normalmente trazem problemas aos veículos e arranjos dispendiosos. Actualmente os carros a gasolina já adoptaram uma entrada do depósito mais estreita para evitar o eventual engano de usar diesel. Infelizmente o inverso não é verdade.
A minha proposta é generalizar essa diferenciação para todos os combustíveis existentes e outros que venham a aparecer, através de formas diferentes das bocas das mangueiras. Tal e qual o clássico brinquedo infantil de por as formas nos orifícios respectivos da caixa, aqui também a mangueira do gasóleo 1 poderia ter forma de elipse, a do gasóleo 2 poderia ser triangular, a da gasolina 3 um quadrado, da gasolina 4 um hexágono, e por aí fora. As formas são inúmeras.
Os veículos novos passariam a adoptar a respectiva forma para a entrada do depósito e os veículos antigos teriam apenas um acessório extra fornecido gratuitamente pela marca ou pela gasolineira que serviria de adaptador da nova forma da mangueira para a forma circular do depósito. O contrário, ou seja, viaturas novas já com a alteração nos depósitos e que se sirvam de gasolineiras com mangueiras convencionais teriam de ter o adaptador inverso.
Com esta medida que me parece simples mas eficaz, seria possível reduzir ou eliminar todas os prejuízos provocados pela referida distracção, nomeadamente despesas nas oficinas, danos graves nos motores, tempos perdidos e grandes aborrecimentos.
publicado no notícias magazine a 20 de abril de 2008

joão semog às 23:37
link do post | comentar

joão gomes


ver perfil

seguir perfil

. 6 seguidores

pesquisar

 

tags

agenda cultural(1)

azulejos(1)

cadeado para net e tv(1)

comando tv(1)

combustíveis(1)

dínamo(1)

ginásio(1)

gratuito(1)

lancis(1)

livros(1)

livros escolares(1)

medicamentos(1)

myspace logo(1)

óleo(1)

osgas(1)

peúgas(1)

polícias(1)

site(1)

todas as tags

links

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


arquivos

Dezembro 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009